Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

the old soul girl

the old soul girl

01
Out23

Hold tight, you're slowly coming back to life

girl

E chegamos a outubro! E ao outono! Quem é que desse lado também adora esta estação do ano? Os dias que começam a mingar, as manhãs e os finais de dia arrefecem e já não conseguimos sair de casa sem um casaquinho às costas, o chá quente que aquece a alma, as mantas e os cobertores, o roupão que está atrás da porta do quarto que começa a seduzir e a pedir uso, as folhas começam a amarelar e a desvincular-se dos tons verdes, é um festival de cores, de sensações, de emoções. 

Tenho sentido falta de escrever, mas os dias andam corridos, entre tarefas que parecem nunca terminar. Ao final de um dia de trabalho, passado em frente ao computador, admito que não sinto muita vontade de chegar a casa e tornar a sentar-se em frente a um monitor. Tenho lido e dormido muito, às vezes adormecendo a meio de uma página, porque o cansaço fala mais alto e o corpo me pede descanso. Felizmente, as férias estão à porta e terei oportunidade para parar e dedicar-me ao que tanto gosto.

Neste fim-de-semana de calor louco e fora de época, aproveitei para ir caminhar até à praia, ver o mar e perder-me no seu horizonte e imensidão, sentir o sol no rosto e dar-me tempo e espaço, para respirar, para me sentar à beira mar e ver o sol desaparecer, aos bocadinhos, naquela paleta alaranjada cujas palavras são sempre insuficientes para descrever a sua beleza e magia. 

Tenho pensado muito na importância de abraçar os pequenos momentos da vida e do quotidiano. E, mais do que pensar, tenho-me obrigado a aprecia-los e vive-los. A saborea-los. Com uma mente tão agitada e hiperativa, tenho a sensação constante de que estou sempre a pensar sobre tudo e a sentir muito pouco. É como se o mundo me chegasse através de pensamentos e não tanto através de sensações, de cheiros, de sabores, de cores. Eu vejo, eu ouço, eu sinto, mas penso demasiado. E tenho-me dedicado a sentir mais e a pensar menos. Não é fácil, mas convenço-me de que estar consciente de que tal acontece e tentar inverter esta tendência é o primeiro passo. 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Desafio 30 dias de escrita

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D